quinta-feira, 27 de agosto de 2015

O aviso é claro como o dia !



Da coleção: Pronto, falei!

O aviso é claro como o dia: "Ao utilizar a escada rolante, deixe o lado esquerdo livre para os usuários que desejarem passar." - só que as pessoas não veem e nem leem isso!

Desde criança aprendi que andar é uma coisa e correr é outra coisa, bem diferente.
Não entendo porque a pessoa vai na escada rolante do metrô e faz isso, mano, isso é bizarro!
A escada está do lado da criatura e ela não vê... melhor não quer ver! E lá vai ela, com uma BIG mochila nas costas batendo em todo mundo e nem se tocaaaa - e alguns rabugentos ainda resmungam com a maior cara de pau! Realmente é o fim da picada.
É tão simples minha gente, quer andar, fique a vontade - mas na escada OK - esse é o lugar correto e deixe a escada rolante para as pessoas que não estão com tanta pressa, como você.

Faz parte da vida


“Meu nome é Rafael Ilha Alves Pereira, estou na casa dos 40 anos, tempo de um balanço de vida.

“Meu nome é Rafael Ilha Alves Pereira, estou na casa dos 40 anos, tempo de um balanço de vida. Para os que achavam que já conheciam minha história, fica aqui o que nunca foi contado! O que deixei guardado no sótão.  Entre o sucesso e a dor, a angústia e o vício, a música e a marginalidade, entre o amor e o crack, o microfone e um fuzil, o auditório e o morro, os fãs e os traficantes, entre ser ídolo e bandido, eu me perdi.”


Rafael Ilhaas pedras do meu caminho                   
Dentro do elevador do edifício em que morava sua avó, Rafael Ilha só ouvia os próprios gritos. Não havia o que negociar. Não aguentava mais, não queria mais, vida sem sentido, vazio, fúria. Com um caco de vidro pontiagudo encostado no pescoço, ameaçava um ponto final. E foi mais rápido que os apelos dos socorristas: abriu um corte no pescoço, da nuca até o lado esquerdo.

Assim começa o livro Rafael Ilha: as pedras do meucaminho (selo Escrituras), escrito pela jornalista Sonia Abrão, que traz a trajetória pessoal e profissional do ex-integrante do grupo Polegar, sucesso musical dos anos 1990. As orelhas do livro foram escritas pelo apresentador Fausto Silva e o prefácio por Gugu Liberato.
Rafael Ilha Alves Pereira nasceu em 7 de março de 1973, prematuro de oito meses, num final de tarde ensolarado no Rio de Janeiro. No Hospital da Lagoa, Sylvia Vieira de Mello, de apenas 18 anos, acabava de se tornar, assumidamente, mãe solteira. O menino não conheceu o pai biológico, mas teve em Luiz Felipe Ilha Alves aquele que lhe deu o sobrenome e o amor de um verdadeiro pai: “Ele era só um rapaz de 19 anos e eu um bebê de dois meses, quando começou a namorar minha mãe. Me adotou de cara! Três meses depois, já estava registrado em cartório como seu filho”, conta Rafael, que foi criado como todo garoto de classe média, com conforto, mas sem luxo. E teve uma infância feliz: “Era muito futebol na praia, muito banho de mar, adorava pegar onda - que a gente chamava de ‘jacaré’ -, andava de patins, de bicicleta, fazia passeios a cavalo, brincava o tempo todo. Também curtia viajar com a família para Teresópolis, Rio das Ostras, Búzios e por todo o Nordeste. Enfim, tinha uma vida saudável!"
Mas, poucos anos depois, dos holofotes comuns a toda celebridade passou a manchete das páginas policiais, foi preso e algemaram sua alma! Fundo do poço, depressão, preconceito, perseguição. Só chão duro para deitar, choro seco de frio e beber pra esquecer tudo! Internado pela primeira vez aos 15 anos de idade, o jovem Rafael lutou contra toda espécie de drogas e de uma vida não vivida.
Quarenta anos de existência e uma pausa para analisar sua trajetória e as boas e más escolhas. Este é o objetivo do livro Rafael Ilha: as pedras do meu caminho: mostrar que há saída, sempre, dedicando cada página desta biografia aos filhos Kauan e Laura, que nasceu em 2015.

“Meu nome é Rafael Ilha Alves Pereira, estou na casa dos 40 anos, tempo de um balanço de vida. Para os que achavam que já conheciam minha história, fica aqui o que nunca foi contado! O que deixei guardado no sótão.  Entre o sucesso e a dor, a angústia e o vício, a música e a marginalidade, entre o amor e o crack, o microfone e um fuzil, o auditório e o morro, os fãs e os traficantes, entre ser ídolo e bandido, eu me perdi.”

Sonia por Chico Audi 2Sobre a autora:
Sonia Abrão - Jornalista, radialista e apresentadora, formada pela Faculdade de Comunicação Social Cásper Líbero. Nos quase vinte anos de carreira dedicou-se essencialmente ao seu trabalho como  colunista e crítica de TV e rádio. Iniciou profissionalmente no antigo jornal Notícias Populares e revistas de grande circulação nacional como Contigo! e Amiga, não só atuando como colunista, mas também como redatora, repórter e chefe de reportagem. No extinto Diário Popular manteve uma coluna diária sobre televisão por dez anos e, posteriormente, no jornal  Diário de São Paulo. Sonia  ficou conhecida em suas reportagens na TV para o programa de Gugu Liberato, no SBT, onde fazia reportagens, participou do Programa  Aqui  Agora e como jurada especial dos programas do amigo Silvio Santos. No rádio, conduziu um quadro como comentarista de TV nos programas de maior audiência do AM e, depois, como comunicadora de seus próprios programas nas rádios Tupi, Globo, América, Capital e Record, com o programa Sonia e Você, líder de audiência dessa emissora. De 2002 a 2004, conduziu programas no SBT e Record. Em 2006, voltou para a Rede TV no qual apresenta o programa diário A Tarde é sua, apresentando entrevistas, matérias de comportamento e informação sobre tudo o que acontece no Brasil e no mundo. Já publicou quatro livros: Santas receitasAbaixo a Mulher CapachoHomens que Somem e Rafael Ilha: as pedras do meu caminho (selo Escrituras).
Site: www.soniaabrao.tv
Título: Rafael Ilha: as pedras do meu caminho
Autora: Sonia Abrão
Orelhas do livro: Fausto SilvaPrefácio: Augusto LiberatoGênero: Biografia
ISBN: 978-85-7531-642-9
Formato: 16 X 23 cm, brochura
Páginas: 
304
Preço: R$ 49,90
Selo Escrituras
 







domingo, 23 de agosto de 2015

Lançamento de mais uma Obra Literária - ALMA DE POETA

A L M A  DE  P O E T A  


Lançamento de mais uma Obra Literária da Editora Beco dos Poetas -dia 30 de Agosto-2015 As 10 horas da manhã.



Lançamento da Antologia  ALMA DE POETA - Diversos escritores de SP e região.
Local_ CEU Caminho do Mar
Endereço- Av. Eng. Armando de Arruda Pereira, 5.241- Jabaquara São Paulo - SP
Informações : Sarau do Beco (facebook)
Tel - 011 50 21 2233